Abril Lilás – Mês de conscientização sobre o câncer de testículo

O Abril Lilás é um mês para conscientizar a população masculina do risco do câncer de testículo. 👨🏻‍⚕️

É importante estar atento ao próprio corpo e realizar o autoexame testicular periodicamente, de forma a avaliar se há presença de alterações.

O sintoma mais comum é o surgimento de nódulo duro, geralmente indolor. Além disso, é preciso ficar atento ao aumento ou diminuição no tamanho dos testículos, endurecimento, dores na parte baixa do abdômen, sangue na urina e aumento ou sensibilidade dos mamilos.

Além da faixa etária entre 15 e 50 anos, outros fatores de risco são:

  •   Etnia branca;
  • Histórico familiar;
  • Síndrome de Klinefelter;
  • Atrofia nos testículos e infertilidade;
  • Criptorquidia (testículos que não desceram para o escroto antes do nascimento).

O diagnóstico do câncer de testículo é feito por meio do relato de sintomas pelo paciente, exame clínico e realização de exames.

Como o urologista pode ajudar as mulheres?

O urologista, ao contrário do que muitos pensam, não é um médico que cuida apenas da saúde masculina.

Essa especialidade médica, é voltada para a saúde do trato urinário tanto de homens quanto de mulheres, e são as mulheres que são as mais afetadas com problemas urinários, como infecções e incontinência.

Além disso, outros problemas que envolvam o assoalho pélvico, bexiga e a uretra – como bexiga hiperativa, síndrome da bexiga dolorosa e pedras nos rins – são tratados com ajuda de um urologista.

Por isso, mulher, não deixe de buscar esse médico essencial, agende já a sua consulta!

O que o estresse pode fazer com seu corpo?

O estresse é uma resposta física do organismo a um estímulo onde o corpo pensa estar sob uma sobrecarga interna que pode fazer mal ao organismo e a saúde mental. É necessário estar atento ao estresse porque ele pode desencadear futuras doenças piores.

A partir do momento que ele está alto e atrapalhando seu dia a dia, é importante consultar profissionais da saúde para que esse sintoma seja atenuado.

Só um profissional pode recomendar o melhor tratamento!

Insuficiência renal

A insuficiência renal ganhou mais atenção recentemente devido à morte da cantora Paulinha da banda Calcinha Preta.

A insuficiência renal ocorre quando os rins perdem a função de filtrar resíduos, sais e líquidos do sangue que já não são mais úteis à saúde do indivíduo e eliminando-os na urina.

Esse quadro é perigoso pois o sangue pode ficar repleto de impurezas impedindo o organismo de funcionar corretamente.

Geralmente ocorre devido:

  • Diminuição da quantidade de sangue no rim;
  • Lesão dos rins;
  • Interrupção da passagem de urina;
  • Sepse, em que bactérias conseguem chegar ao rim, podendo causar danos ao órgão;
  • Doença policística renal;
  • Uso de medicamentos e suplementos proteicos em excesso;
  • Síndrome hemolítico-urêmica.

A insuficiência renal aguda é súbita e possui chances de cura.

Porém, a insuficiência renal crônica, em que há perda gradual da função dos rins, muitas vezes não tem cura e necessita de hemodiálise ou transplante.

Os sintomas mais comuns são:

  • Pouca urina;
  • Urina com cor amarela escura e com cheiro forte e espuma;
  • Cansaço frequente;
  • Dor na parte inferior das costas;
  • Pressão alta;
  • Febre superior a 39ºC;
  • Falta de apetite;
  • Náuseas e vômitos.

Para evitar a insuficiência renal, tenha o hábito de ingerir bastantes líquidos e apenas tomar medicamentos com orientação médica.

Março Vermelho – Conscientização sobre o câncer Renal

O câncer renal é uma doença aparentemente discreta, sendo comum o seu diagnóstico ao se fazer exames para outras finalidades.

As causas do câncer renal ainda não são totalmente conhecidas, mas diversos estudos científicos apontam para alguns fatores de risco como:

  • Histórico familiar;
  • Hipertensão;
  • Obesidade;
  • Síndromes genéticas;
  • Tabagismo

Existe alguma maneira de reduzir o risco de desenvolver o câncer de rim?

Com certeza!  Manter um peso saudável por meio de exercícios físicos regulares, ter uma dieta balanceada rica em frutas e vegetais, fazer tratamento para hipertensão, parar de fumar e evitar a exposição ocupacional a grandes quantidades de substâncias tóxicas, como cádmio e solventes orgânicos.
⠀⠀
Não deixe de se cuidar e mantenha seus exames em dia!

Sintomas da varicocele

A detecção da varicocele é bastante visual. É possível que o paciente perceba uma dilatação ou uma tortuosidade nas veias do saco escrotal, que podem formar estruturas parecidas com “cachos de uva” na bolsa escrotal.

Os sintomas incluem:

  • Dor no(s) testículo(s);
  • Sensação de peso no escroto;
  • Veias dilatadas que podem ser sentidas;
  • Desconforto no testículo;
  • O testículo fica menor do lado onde estão as veias dilatadas (devido à diferença no fluxo sanguíneo)

Caso o paciente identifique esses sinais, é extremamente importante que marque uma consulta com um urologista, para que ele observe e avalie o quadro da região.

Causas e tratamentos da varicocele

A varicocele é ocasionada pela incapacidade ou até mesmo ausência congênita das válvulas nas veias espermáticas. Isso resulta em um refluxo do sangue venoso e a dilatação das mesmas, além do espessamento de sua parede muscular.

Essas alterações venosas, na maioria das vezes, são sistêmicas, ou seja, não ocorrem apenas nas veias do escroto.  Em alguns casos, também há um fator hereditário envolvido, pois é comum os pais terem apresentado varicocele no passado.

Mas, felizmente existe um tratamento para a varicocele!

Em casos mais brandos, pode ser recomendado analgésicos e suspensórios testiculares.  Porém, em quadros que não apresentam melhoras dos sintomas, a intervenção cirúrgica se faz necessária.

O procedimento constitui em selar as veias afetadas para redirecionar o fluxo sanguíneo para os vasos normais, corrigindo também a infertilidade, pois melhora a produção e qualidade dos espermatozoides.

Apresenta poucos riscos de recorrência, e a probabilidade de apresentar danos a uma artéria ou acúmulo de líquidos ao redor dos testículos é muito pequena.

Infertilidade masculina e suas causas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a infertilidade atinja 10% a 20% dos casais em idade reprodutiva, independentemente de suas origens étnicas ou sociais.

Podemos listar algumas as doenças que podem causar a infertilidade do homem:

  1. Varicocele, dilatação anormal das veias dentro da bolsa escrotal, é a causa mais comum;
  2. Criptorquidia unilateral ou bilateral, ou seja, a falta do testículo dentro da bolsa escrotal;
  3. Torção testicular, que pode resultar em isquemia do testículo afetado e afetar a produção de espermatozoides;
  4. História prévia de trauma testicular, entre outras doenças.

Não se esqueça de usar camisinha, Quem vê cara, não vê IST

Segundou com um lembrete importantíssimo: usem camisinha!

Vale ressaltar outros lembretes:

  1. Camisinha não aperta, é só escolher o tamanho certo;
  2. Nunca usem camisinha feminina e masculina juntas.

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Escreva nos comentários!

5 fatos que você precisa saber sobre a incontinência urinária

  1. Um terço das mulheres com incontinência entre 45 e 50 anos evitam ou não praticam esportes;
  2. Incontinência urinária também pode estar relacionada a problemas psicológicos;
  3. Quando não diagnosticado o problema pode reduzir a autoestima em até 54%;
  4. Em muitos casos também leva a perda de intimidade;
  5.  Os avanços tecnológicos da medicina garantem tratamentos eficientes para o problema.

Saiba que perder urina NÃO É NORMAL, mas felizmente dispomos de tratamentos modernos e eficazes.

Somente um médico pode diagnosticar um problema de saúde e indicar o melhor tratamento para cada caso. 👨🏼‍⚕️